Aquisição da principal plataforma para matchmaking de jogos do Brasil cria primeira operação de esports integrada com plataforma de jogos

Organização Global de Esports, Immortals LLC, anunciou o fechamento de sua rodada de investimento Series B, captando um total de $30 milhões de dólares. Investidores na rodada incluem atuais acionistas AEG, Lionsgate, a família Milken, Steve Kaplan, e Meg Whitman, com novos investidores John Griffin, March Capital Partners, e outros também participando. A companhia também anunciou que irá realizar um reposicionamento de marca de sua empresa controladora para Immortals Gaming Club, e que adquiriu a Gamers Club, principal plataforma Brasileira de matchmaking para jogos.

“A combinação da Gamers Club, uma plataforma líder de mercado, com nossa operação de equipes de esports é um passo crítico e empolgante para permitir que a IGC torne-se uma organização de gaming e esports verticalmente integrada e verdadeiramente global,” disse Ari Segal, Chief Executive Officer da Immortals que manterá o cargo de liderança na IGC. “Este fundraise é um enorme marco na evolução dessa organização, e nos ajuda a avançar em nossa ambição por construir uma organização de esports e gaming distintiva e referência de mercado: uma empresa regida por valores, focada em promover e celebrar inclusão e diversidade; uma abordagem de marcas específicas para operações de equipes, buscando engajamento mais profundo com uma audiência e comunidade altamente engajada; uma equipe de gerenciamento forte que tem experiências e expertise endêmicas complementadas por não endêmicas; e com e uma base de investidores únicamente posicionada e altamente estratégica.

A IGC inicialmente terá duas empresas operacionais: a Gamers Club, que continuará operando seu bem sucedido hub de comunidade para CS:GO no Brasil, enquanto expande a plataforma para diferentes jogos e regiões; e a IGC Esports, que operará as equipes de esports da IGC sob as marcas Immortals, Los Angeles Valiant e MIBR. A combinação da plataforma direta-ao-consumidor da Gamers Club com a operação de equipes da IGC Esports diferencia estrategicamente a IGC de seus colegas e competidores, possibilitando integrações mais amplas e profundas de comunidades de gamers no Brasil e por toda a América Latina.

Com a combinação, a organização se tornará a primeira que integra verticalmente franquias de esports e plataforma de jogos sob uma mesma operação. A IGC tem planos de futuramente adicionar investimentos e operações inteiras relacionadas ao mercado de esports, gaming e entretenimento relacionado a gaming à Gamers Club e IGC Esports, assim como via outras empresas operadoras a serem anunciadas ao longo do ano.

“Como conselho de administração, acreditamos na estratégia diferenciada da IGC de diversificar a carteira de negócios além das operações principais de esports,” disse Meg Whitman, CEO da Quibi e membro do conselho administrativo da IGC. “Ganhar em esports e gaming requer comprometimento e paciência, e estamos focados em criar valor sustentável e de longo termo.”

Gamers Club

Baseada em Sorocaba, no estado de São Paulo, a Gamers Club é uma plataforma e hub de comunidade que conecta mais de 1 milhão de jogadores registrados no enorme e ávido mercado de jogos do Brasil, principalmente jogadores brasileiros de Counter-Strike:Global Offensive, através de torneios, conteúdo premium, treinamento e conexões sociais.

Co-fundadores da empresa, Yuri “Fly” Uchiyama e Juliano “Memelo” Mirandolli, continuarão a operar a Gamers Club e liderar a expansão da plataforma para diferentes jogos e regiões. Uchiyama, que reportará a Segal, permanece como CEO da Gamers Club e também irá se unir ao time de liderança sênior da IGC. Co-fundador da Gamers Club e capitão e jogador de Counter-Strike do MIBR, Gabriel “FalleN” Toledo continuará seu envolvimento com a Gamers Club e segue como jogador alicerce na equipe de CS:GO do MIBR, que é propriedade da IGC. Como parte da transação, Mirandolli, Toledo e Uchiyama se tornaram acionistas da IGC.

“A visão da IGC de unir plataformas de gaming e esports entregará a melhor experiência possível para atuais e futuros membros da comunidade da Gamers Club,” disse Uchiyama. “Estamos ansiosos em trabalhar com a IGC para criar esta experiência do melhor calibre no Counter-Strike e em outros jogos.”

Para aprofundar seu comprometimento com o país e com a região, a IGC e a sua equipe de CS:GO MIBR (Made in Brazil) também estabeleceram uma equipe e operação de negócios local com Renan Philip, que anteriormente foi CEO da paiN Gaming, uma das maiores organizações Latino-Americanas, liderando esses esforços.